CCEE cumpre liminar e paga parte de créditos atrasados a termelétricas

CCEE cumpre liminar e paga parte de créditos atrasados a termelétricas

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) cumpriu decisão judicial que a obrigava a pagar a termelétricas valores atrasados devido à suspensão das operações do mercado de curto prazo de energia do Brasil, após ser intimada sobre ordem da Justiça favorável ao pleito da Abraget, uma associação do setor.
 
A informação foi dada pela assessoria de imprensa da CCEE, que confirmou em nota o "pagamento parcial" de valores devidos às associadas da Abraget, que representa investidores em termelétricas, setor mais prejudicado pela suspensão das liquidações da câmara devido à guerra judicial em torno do déficit hidrelétrico.
 
Uma das principais beneficiadas com a medida é a estatal Petrobras, que é ligada à Abraget e soma mais de 1 bilhão de reais a receber devido à suspensão das liquidações financeiras da CCEE desde novembro.
 
A CCEE não detalhou imediatamente como foi feito o pagamento ou os valores envolvidos, limitando-se a dizer que os créditos pagos referem-se às operações do mercado de energia de setembro, que deveriam ter sido acertadas em novembro.
 
A Petrobras era a empresa com mais créditos a receber em setembro, com 493 milhões de reais. Em seguida aparece a térmica Araucária, da Copel, com 124,7 milhões. A usina Parnaíba II, da Eneva, teria 52,3 milhões de reais a receber, segundo nota técnica da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
 
"As demais operações da liquidação do mercado de curto prazo… permanecem suspensas em razão da insuficiência de recursos financeiros para os pagamentos", disse a CCEE, em nota.
 
As liquidações do mercado de energia, nas quais a CCEE promove pagamentos e recebimentos entre as empresas do setor, foram suspensas em novembro, quando seriam liquidados valores de setembro.
 
As operações de outubro, que seriam quitadas em dezembro, também tiveram a liquidação suspensa.
 
A paralisação aconteceu devido ao excesso de liminares, com mais de uma centena de decisões judiciais que impediam empresas de sofrerem perdas com o déficit de geração das hidrelétricas.
 
A CCEE informou que "está adotando as medidas judiciais cabíveis para retomada das operações e viabilização da liquidação financeira em benefício de todos os credores do mercado de curto prazo".
 
Em paralelo, a Aneel oferece uma compensação parcial às perdas das hidrelétricas com a seca, tendo como contrapartida a exigência de que as empresas beneficiadas retirem ações judiciais, de forma a permitir a retomada das liquidações na CCEE.
 
As elétricas têm até 15 de janeiro para decidir pela adesão ou não à proposta.
 
Fonte: Reuters (16/12/2015)

See also

Setor Energético

20.05.22

Chuvas de março melhoram afluência da região Sul

Na Mídia

17.05.22

Barra Bonita é destaque em jornal Gazeta do Povo do PR

Geral

04.05.22

Tradener investe em energia limpa e renovável para um mundo em transformação

Setor Energético

28.04.22

Brasil alcançou a 6ª posição em ranking de energia eólica

Geral

27.04.22

Mês da criatividade e inovação com protagonismo da Tradener

07.04.22

Cidade de Pindaí onde empresa do grupo tem parque eólico celebra 60º aniversário

Setor Energético

23.03.22

Como a meteorologia impacta os preços da energia elétrica no Brasil?

Press Release

22.03.22

Tradener propõe Plano Nacional de 100 PCHs com geração de até 1 milhão de empregos

Press Release

22.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Press Release

22.03.22

Tradener cresceu quase 60% suas vendas de energia em MWh em 2021

Press Release

22.03.22

Tradener aumentou em 103% sua compra de energia no longo prazo.

Setor Energético

22.03.22

A importância da água na geração de energia elétrica.

Setor Energético

15.03.22

O que esperar da micro e mini geração distribuída x incentivos e crescimentos projetados?

Gás

07.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Setor Energético

22.02.22

PDE 2031: qual é a tendência da Matriz Energética Nacional para a próxima década?

Geral

17.02.22

Sua empresa está preparada para descarbonizar?

Setor Energético

10.02.22

Como está o processo de geração de energia eólica em mar brasileiro?

Setor Energético

09.02.22

A influência das chuvas na geração de energia eólica

Setor Energético

02.02.22

Energia Renovável no Brasil, o que esperar para os próximos anos?

25.01.22

Parabéns, São Paulo da garoa, da terra boa e da energia solar!

Geral

10.11.21

Como é o mercado de trabalho no setor de energia?

Mercado Livre

11.08.21

Como alcançar mais previsibilidade na fatura de energia elétrica?

Geral

25.03.21

Energia Eólica no Brasil e no mundo

%d bloggers like this: