Governo abre discussão sobre exportação de energia

Governo abre discussão sobre exportação de energia hidrelétrica e de renováveis. As exportações em andamento acontecem já sob regras aprovadas em 2019, que permitem intercâmbios comerciais entre os países

O Ministério de Minas e Energia abriu nesta quarta-feira dois processos de consulta pública sobre propostas de regras para permitir exportações à Argentina e ao Uruguai de energia hidrelétrica e de fontes renováveis como usinas eólicas, solares e de biomassa.

As vendas de energia do Brasil aos países vizinhos atualmente são permitidas apenas no caso de termelétricas que não estejam acionadas para atendimento à demanda local.

Segundo as regras colocadas em consulta, que poderão receber contribuições de interessados por 30 dias, as exportações poderiam passar a envolver excedentes de geração hidrelétrica, conhecidos tecnicamente como “vertimentos turbináveis”, o que poderia ocorrer durante todo o ano em caso de disponibilidade.

Já fontes renováveis não-hídricas— como usinas eólicas, solares e de biomassa— teriam a possibilidade de enviar eletricidade para argentinos e uruguaios em momentos de geração de excedentes energéticos não absorvidos pela carga do sistema brasileiro.

“Os benefícios da integração elétrica regional são diversos e incluem a redução do custo de operação do sistema elétrico brasileiro e a mitigação de riscos de mercado, criando oportunidades de negócio para os excedentes de energia elétrica não aproveitados no país”, defendeu o ministério em nota.

A realização das exportações estaria condicionada à inexistência de impactos sobre custos de energia no Brasil e sobre a segurança eletroenergética do sistema do país.

No momento, o Brasil tem realizado exportações de energia para a Argentina por meio da comercializadora de energia Tradener, em operações que visam atender a demanda do país vizinho durante o inverno e devem movimentar cerca de 20 milhões de dólares semanais nas próximas semanas.

As exportações em andamento neste ano acontecem já sob regras para as transações aprovadas em 2019, que permitem intercâmbios comerciais entre os países, com remuneração por preços de mercado.

Antes, os países realizavam “trocas” de energia, com envios de um país para o outro que eram devolvidos posteriormente.

Fonte: Apine

31.07.2020

Veja também

Geral

21.06.22

O que faz um profissional que trabalha com comercialização de energia?

Geral

07.06.22

Tradener alcança certificação Great Place to Work pela segunda vez

Na Mídia

17.05.22

Barra Bonita é destaque em jornal Gazeta do Povo do PR

Geral

04.05.22

Tradener investe em energia limpa e renovável para um mundo em transformação

Setor Energético

28.04.22

Brasil alcançou a 6ª posição em ranking de energia eólica

Geral

27.04.22

Mês da criatividade e inovação com protagonismo da Tradener

07.04.22

Cidade de Pindaí onde empresa do grupo tem parque eólico celebra 60º aniversário

Setor Energético

23.03.22

Como a meteorologia impacta os preços da energia elétrica no Brasil?

Press Release

22.03.22

Tradener propõe Plano Nacional de 100 PCHs com geração de até 1 milhão de empregos

Press Release

22.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Press Release

22.03.22

Tradener cresceu quase 60% suas vendas de energia em MWh em 2021

Press Release

22.03.22

Tradener aumentou em 103% sua compra de energia no longo prazo.

Setor Energético

22.03.22

A importância da água na geração de energia elétrica.

Setor Energético

15.03.22

O que esperar da micro e mini geração distribuída x incentivos e crescimentos projetados?

Gás

07.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Setor Energético

22.02.22

PDE 2031: qual é a tendência da Matriz Energética Nacional para a próxima década?

Geral

17.02.22

Sua empresa está preparada para descarbonizar?

Setor Energético

10.02.22

Como está o processo de geração de energia eólica em mar brasileiro?

Setor Energético

09.02.22

A influência das chuvas na geração de energia eólica

Setor Energético

02.02.22

Energia Renovável no Brasil, o que esperar para os próximos anos?

25.01.22

Parabéns, São Paulo da garoa, da terra boa e da energia solar!

Geral

10.11.21

Como é o mercado de trabalho no setor de energia?

Mercado Livre

11.08.21

Como alcançar mais previsibilidade na fatura de energia elétrica?

Geral

25.03.21

Energia Eólica no Brasil e no mundo

Setor Energético

20.05.22

Chuvas de março melhoram afluência da região Sul

%d blogueiros gostam disto: