Consumidor é protagonista de suas escolhas no Mercado Livre de Energia

Inforex

A liberdade de decidir quem será o seu fornecedor de energia elétrica coloca o consumidor em uma posição de empoderamento, onde ele é o protagonista de suas escolhas.

A Portaria MME nº 514/2018 estabeleceu novas condições de contratação de energia elétrica por parte dos consumidores no Mercado Livre. Desta forma, a partir de 1º de julho de 2019, haverá redução nos limites de aquisição do serviço. Usuários com carga igual ou superior a 2.500 kW, atendidos em qualquer tensão, poderão comprar energia de qualquer concessionário, permissionário ou autorizado de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional.

A norma será a mesma para aqueles que contratam carga igual ou superior a 2.000 kW, independentemente da tensão. Esses começarão a usufruir dessa abertura de mercado a partir de 1º de janeiro de 2020.

No modelo atual podem ser livres os consumidores cuja carga é de 500 kW de demanda, atendidos por fonte incentivada de energia (PCHs, PCTs, EOLs, BIOs, SOLs).

“Embora de maneira tímida, as conquistas em relação à abertura do Mercado Livre de Energia avançam para um futuro de liberdade e sem possibilidades de retrocesso”, comenta Walfrido Avila, presidente da Tradener, empresa pioneira na comercialização de energia no mercado livre.

Fonte: Inforex

Veja Também

%d blogueiros gostam disto: