Mercado cativo tem bandeira tarifária amarela em maio

Neste mês de maio foi acionada a bandeira tarifária amarela, significa que a cada 100 quilowatts-hora consumido será acrescido um valor extra de R$ 1,00 para cobrir a geração de energia por meio de termelétricas.

Neste mês de maio foi acionada a bandeira tarifária amarela, significa que a cada 100 quilowatts-hora consumido será acrescido um valor extra de R$ 1,00 para cobrir a geração de energia por meio de termelétricas, bem como os preços de liquidação no mercado de curto prazo. A ativação da bandeira tarifária ocorre porque maio dá início à estação seca, que afeta as principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Embora estejamos no outono, o mês de maio seguirá características de verão em várias regiões do país. A previsão da temperatura para o mês está acima da média histórica, segundo o Climatempo. Portanto, a justificativa para a bandeira amarela é a perspectiva de que o abastecimento dos reservatórios fique na média.

A Aneel criou o sistema de bandeiras tarifárias a fim de que os consumidores fiquem informados sobre o custo real da energia, o que possibilita o uso racional.

O que é o sistema de bandeiras tarifárias?
Criado em 2015, esse sistema tem por objetivo indicar o custo real da produção de eletricidade e as condições de geração. Nessa categoria existem três bandeiras: verde, amarela e vermelha.

A bandeira verde é a que mais agrada aos consumidores, visto que as condições de geração de energia são oportunas e não motivam acréscimos ao preço final de consumo.

A bandeira amarela é a intermediária, cujas condições de geração não são as melhores e custa um bom acréscimo ao bolso do usuário. Já a bandeira vermelha é aquela que provoca elevados custos na geração de energia e o repasse aos consumidores também é maior.

As bandeiras tarifárias não são aplicadas ao estado de Roraima, que não faz parte do Sistema Interligado Nacional.

Veja Também

%d blogueiros gostam disto: