Abraceel sugere separação dos mercados de energia e lastro

Associação apresentou contribuições ao deputado Fábio Garcia para o projeto de Lei sobre a portabilidade da conta de luz

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia quer incluir no Projeto de Lei 1917/2015, sobre a portabilidade da conta de luz, a separação do mercado de energia do mercado de lastro. A proposta foi enviada ao deputado Fábio Garcia (PSB-MT), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Redução do Preço da Energia Elétrica no Brasil. Segundo Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel, o deputado pretende fazer uma audiência pública no Congresso para discutir um pouco mais o projeto para depois apresentar seu relatório, que será votado na Comissão de Minas e Energia.
 
Medeiros defende que a separação dos mercados de energia e lastro é importante para o setor e é uma boa forma de equacionar a expansão da oferta de energia no Brasil. Ele explica que, atualmente, os dois produtos são vendidos juntos nos Contratos de Energia do Ambiente Regulado. "A ideia é que o governo, quando for expandir o sistema, contrate a capacidade, mas que os contratos de energia possam ser geridos pelos agentes. Claro que esses contratos seriam lastreados em uma capacidade disponível no sistema", explicou o executivo à Agência CanalEnergia.
 
Segundo ele, a proposta apresentada pela associação é completa. "O ponto central é que o projeto seja coerente. Só faz sentido se for aprovada a portabilidade junto com as mudanças do modelo comercial, que são necessárias para permitir essa portabilidade", apontou. Outro ponto abordado pela associação na proposta enviada ao deputado se refere aos subsídios no setor elétrico. "Hoje temos muitos subsídios cruzados e essa é uma preocupação enorme. Apresentamos um conjunto de diretrizes que possa reger a questão dos subsídios no setor", afirmou Medeiros.
 
A associação ainda apresentou alguns detalhes sobre o mecanismo de leilões a ser realizado com as sobras de energia das distribuidoras. O projeto prevê que as distribuidoras possam gerir as suas contratações de energia, através de uma comercializadora própria, que faria a gestão da compra e venda de energia da concessionária.
 
De acordo com Medeiros, a forma mais eficiente de reduzir o preço da energia é através da competição, que ocorre quando o consumidor pode escolher seu fornecedor de energia. Para ele, o prazo dado pelo PL, no qual todos os consumidores possam ter acesso ao mercado livre em 2022 é bem razoável. "Vai muito no sentido do que está acontecendo em outros mercados, que a indústria e os consumidores desses países tenham acesso a uma energia mais barata", completou.
 
Fonte: Canal Energia (22/02/2016)

Veja também

Geral

21.06.22

O que faz um profissional que trabalha com comercialização de energia?

Geral

07.06.22

Tradener alcança certificação Great Place to Work pela segunda vez

Na Mídia

17.05.22

Barra Bonita é destaque em jornal Gazeta do Povo do PR

Geral

04.05.22

Tradener investe em energia limpa e renovável para um mundo em transformação

Setor Energético

28.04.22

Brasil alcançou a 6ª posição em ranking de energia eólica

Geral

27.04.22

Mês da criatividade e inovação com protagonismo da Tradener

07.04.22

Cidade de Pindaí onde empresa do grupo tem parque eólico celebra 60º aniversário

Setor Energético

23.03.22

Como a meteorologia impacta os preços da energia elétrica no Brasil?

Press Release

22.03.22

Tradener propõe Plano Nacional de 100 PCHs com geração de até 1 milhão de empregos

Press Release

22.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Press Release

22.03.22

Tradener cresceu quase 60% suas vendas de energia em MWh em 2021

Press Release

22.03.22

Tradener aumentou em 103% sua compra de energia no longo prazo.

Setor Energético

22.03.22

A importância da água na geração de energia elétrica.

Setor Energético

15.03.22

O que esperar da micro e mini geração distribuída x incentivos e crescimentos projetados?

Gás

07.03.22

Tradener fecha contrato inédito com a YPFB para trazer gás natural boliviano ao Brasil.

Setor Energético

22.02.22

PDE 2031: qual é a tendência da Matriz Energética Nacional para a próxima década?

Geral

17.02.22

Sua empresa está preparada para descarbonizar?

Setor Energético

10.02.22

Como está o processo de geração de energia eólica em mar brasileiro?

Setor Energético

09.02.22

A influência das chuvas na geração de energia eólica

Setor Energético

02.02.22

Energia Renovável no Brasil, o que esperar para os próximos anos?

25.01.22

Parabéns, São Paulo da garoa, da terra boa e da energia solar!

Geral

10.11.21

Como é o mercado de trabalho no setor de energia?

Mercado Livre

11.08.21

Como alcançar mais previsibilidade na fatura de energia elétrica?

Geral

25.03.21

Energia Eólica no Brasil e no mundo

Setor Energético

20.05.22

Chuvas de março melhoram afluência da região Sul

%d blogueiros gostam disto: